27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoBilhete de época para atrair mais vitorianos ao Bonfim em 2022/23

Bilhete de época para atrair mais vitorianos ao Bonfim em 2022/23

“Vamos colocar um preço extremamente atractivo para galvanizar as pessoas a virem ao estádio”, diz investidor Hugo Pinto

 

- PUB -

O Estádio do Bonfim foi o recinto que mais adeptos teve em média nas bancadas da Liga 3 em 2021/22, registando muitas vezes assistências superiores às de várias partidas do principal escalão do futebol nacional. Na próxima temporada, os responsáveis sadinos pretendem ver esse número aumentar e para que tal se torne uma realidade têm em marcha a introdução do bilhete de época para atrair mais associados ao estádio.

A revelação foi feita pelo investidor da SAD Hugo Pinto ao jornal O SETUBALENSE. “Vamos iniciar a venda do bilhete de época de forma a permitir que através da compra desse ingresso, por um valor mais baixo, possam cada vez mais sócios assistir a todos os jogos que forem realizados em 2022/23”, disse, afirmando que o custo do bilhete de época ainda não está definido.

No entanto, o gestor, de 35 anos de idade, assegurou que na hora de estabelecer o valor a pagar ter-se-á em consideração o facto de o conjunto verde e branco ir disputar o terceiro escalão do futebol português. “Vamos ter em consideração que o Vitória vai disputar a Liga 3 e vamos colocar um preço extremamente atractivo para galvanizar as pessoas a virem ao estádio”, sublinhou.

- PUB -

Hugo Pinto, que confessa ter ficado impressionado com o apoio que os vitorianos deram à equipa no duelo com o U. Leiria, em que mais 14 mil espectadores estiveram no estádio, faz questão de deixar uma palavra de agradecimento a quem esteve nas bancadas. “O ambiente do último jogo que fizemos no Bonfim foi fantástico. Agradeço-lhes por terem vindo de forma tão expressiva apoiar a equipa. Galvanizaram a cidade e a equipa nesse domingo”.

O vice-presidente da SAD reconhece que qualquer batalha que seja travada será “sempre muito mais fácil com os vitorianos como 12.º jogador”. Ainda assim, não sacode a responsabilidade de que lidera os destinos da SAD que, no seu entendimento, deve fazer tudo o que esteja ao seu alcance para proporcionar melhores condições a quem vai ao Bonfim e, ao mesmo tempo, atrair mais setubalenses ao estádio.

“Claro que também nos cabe a nós criarmos condições para que venham mais adeptos. Temos de promover iniciativas e dar aos sócios condições para que venham. Por isso, a preparação da próxima época já está a ser feita e não só em relação à parte desportiva, que é fundamental, mas também em relação às próprias condições que o público vai ter quando se deslocar ao Bonfim”, vincou.

- PUB -

Como exemplo do trabalho que vai ser feito, Hugo Pinto aponta a colocação de um relvado novo e as melhorias que vão ser feitas na infraestrutura, revelações que fez recentemente ao nosso jornal. “Vamos substituir o relvado atual do estádio. Vai ser removido integralmente e aplicado um novo. Vamos agora iniciar obras nas casas de banho que ainda não tinham sido sujeitas a intervenção. Vamos fazer parcerias junto de várias empresas para darem benefícios aos sócios e aos adeptos que venham ao estádio.

 

Formação vitoriana distinguida com 4 estrelas pelo segundo ano consecutivo

 

O bom trabalho realizado por todos os que trabalham no departamento de formação do Vitória foi reconhecido na passada semana pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) que confirmou, pelo segundo ano consecutivo, a renovação das 4 estrelas no processo de Certificação conjunto do clube e da SAD referente à temporada desportiva 2021/2022, anunciou o clube.

Em declarações publicadas pelo emblema sadino, refere-se que o “reconhecimento é, acima de tudo, a certificação de um projecto desportivo abrangente, coeso e estruturado, centrado na formação integral do jogador vitoriano nas suas várias dimensões. É a confirmação da qualidade do trabalho desenvolvido no futebol formação do Vitória Futebol Clube”, lê-se no texto redigido.

Os responsáveis pelo departamento confessam que “mais uma vez, foi um processo longo e repleto de obstáculos, pois a certificação não é um momento avaliativo, mas sim um processo ao longo da época desportiva”. O Vitória sublinha que a Formação sadina manteve o foco no seu objectivo com a certeza de que estão no rumo certo”.

Apesar de se trata de um trabalho colectivo desempenhado por muitas pessoas, o clube faz questão de destacar Carlos Chaby, director técnico do departamento. “Agradecemos por isso, ao director técnico, Carlos Chaby, e à estrutura de Coordenação Técnica do Futebol de Formação, à estrutura da SAD e do clube, bem como a todos os envolvidos num grupo de trabalho que, em equipa, conseguiu concluir este processo com sucesso”.

Por último, mas não menos importante, o Vitória agradece “ainda a um conjunto de entidades e empresas que colaboraram com o departamento e que permitiram materializar este projecto”. “Por nos permitirem continuar a evoluir a cada dia que passa em prol de um caminho na Formação em que muito acreditamos, num clube que não é grande, mas sim enorme”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -