18 Maio 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesportoBalanço da época e plano estratégico apresentados em sessão de esclarecimento

Balanço da época e plano estratégico apresentados em sessão de esclarecimento

SAD liderada por Hugo Pinto também dará informações sobre a temporada que aí vem

 

- PUB -

Os sócios do Vitória vão ser no próximo mês de Junho chamados a participar numa sessão de esclarecimento, ocasião em que a administração da SAD, presidida por Hugo Pinto, fará um ponto da situação sobre vários aspectos da vida do clube.

Além de se pretender fazer um balanço da temporada, em que o clube falhou a subida à Liga 2, os responsáveis vitorianos vão dar alguns pormenores sobre o plano estratégico que pretendem implementar no clube.

A confirmação foi dada ao jornal O SETUBALENSE pelo próprio Hugo Pinto, accionista maioritário da SAD, que adiantou que a data e local ainda estão por definir. “Vamos fazer uma sessão de esclarecimento aos sócios no mês de Junho para fazermos um ponto de situação da época 2021/22”, disse, deixando a garantia de que o foco da sessão é o presente e o futuro. “Como temos feito, não vamos falar do que está para trás”.

- PUB -

Depois de cumprido o “ano zero”, termo que traduz o ano de aprendizagem que a SAD teve na temporada em que não concretizou o sonho de ascender ao segundo escalão, o líder Hugo Pinto frisou que há um plano estratégico traçado.

“Vamos apresentar o que já podermos apresentar da época 2022/23 e vamos também falar do nosso plano estratégico, algo que para nós é fundamental, nunca esquecendo a nossa missão que não é de um ano, mas de cinco”.

Para os espectadores que no passado dia 11 de Abril assistiram no Fórum Municipal Luísa Todi à apresentação do filme “Vitória de Setúbal – 10 anos de ouro”, produzido pela RTP, a realização da sessão de esclarecimento agora confirmada pelo homem forte da SAD não é uma novidade. Na apresentação do filme, que lotou a principal sala de espectáculos da cidade, Carlos Silva, presidente da direcção do clube já tinha levantado a ponta do véu sobre o tema.

- PUB -

“Vou cometer uma inconfidência: o Hugo Pinto disse-me hoje [11 de Abril] que em Junho iremos fazer uma apresentação do que foi o passado recente do Vitória desde que ele entrou. Não só destes meses, mas do presente e futuro do Vitória”, disse na ocasião o dirigente que foi eleito presidente da direcção em finais de Dezembro de 20220, sucedendo a Paulo Rodrigues no cargo.

Recorde-se que Hugo Pinto tornou-se acionista maioritário depois de os sócios do Vitória aprovarem, a 22 de Outubro de 2021, em Assembleia Geral, a alienação de 89 por cento da participação do clube e da VITORIAPART SGPS, SA no capital da SAD.

A proposta foi ratificada com 95 por cento dos votos, correspondentes a 289 dos 304 associados votantes no escrutínio que decorreu no Pavilhão Antoine Velge.

A maioria do capital da SAD passou assim para a posse do gestor Hugo Pinto, que tem agora 35 anos de idade e tem negócios na área imobiliária, hotelaria, organização de eventos, entre outros.

Na altura afirmou: “Estamos aqui com uma missão e um objectivo em mente. O Vitória é um diamante em bruto, com um potencial enorme. Temos um grande desafio pela frente e neste momento só temos de agradecer a todos os que votaram neste projecto”.

Também em declarações à agência Lusa, prestadas na noite da Assembleia Geral, Hugo Pinto mostrou-se ambicioso, lembrando que a época 2021/22, que na altura já estava em curso, seria o “ano zero”. “Queremos pôr o Vitória na I Liga em três anos, independentemente de sabermos que há um processo em Tribunal, vamos sempre ter plantéis com esse propósito”, garantiu.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -