20 Maio 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioDesporto‘Poker’ de Yago Cariello arrasa Vitória em Santarém

‘Poker’ de Yago Cariello arrasa Vitória em Santarém

Goleada 4-1 sofrida pelos sadinos reflecte péssima exibição

 

- PUB -

O Vitória foi esta segunda-feira goleado na casa do U. Santarém, equipa que venceu por 4-1 e vingou de forma categórica o desaire por 3-1 sofrido com os sadinos na quinta-feira, em partida em atraso da 5.ª jornada, no Estádio do Bonfim.

Yago Cariello, avançado que já tinha feito o tento de honra dos ribatejanos em Setúbal, foi a figura do encontro ao fazer um ‘poker’ no duelo da 16.ª jornada da série B da Liga 3.

Numa tarde em que tudo correu mal ao Vitória, que esteve de tal maneira desinspirado que pode apenas queixar-se de si próprio, o U. Santarém foi de longe a melhor equipa em campo, justificando amplamente o êxito obtido.

- PUB -

Exemplo inequívoco do desacerto sadino foi o facto de Zequinha ter desperdiçado nos derradeiros instantes da primeira parte uma grande penalidade que podia ter relançado o jogo numa altura em que os sadinos perdiam 2-0.

Em relação à partida de quinta-feira, o treinador Pedro Gandaio, que viu a sua equipa falhar assim a possibilidade de colar-se ao Torreense na 2.ª posição da prova, fez quatro alterações no onze dos sadinos: Mano, Bruno Bernardo, Daniel Martins e Mathiola foram titulares nos lugares que foram antes de Diogo Martins, Miguel Lourenço, Nuno Pinto e André Mesquita.

O U. Santarém, que antes da meia hora de jogo já vencia por 2-0, inaugurou o marcador aos 18 minutos. Após cruzamento de Jardel Nazaré da esquerda, o avançado Yago Cariello antecipou-se a Daniel Martins e cabeceou para o 1-0 dos anfitriões.

- PUB -

O golo fez mossa nos sadinos e empolgou os ribatejanos que ficaram perto de marcar novamente, aos 22 minutos, num remate de Deivson que viu o central Bruno Almeida desviar de cabeça sobre a trave.

Mais eficaz foi Yago Carilelo, aos 29 minutos, altura em que aumentou a vantagem dos escalabitanos para 2-0. O lance começou num bomberar da bola do guarda-redes ribatejano que levou-a até Deivson, que fez assistência de cabeça para o ponta-de-lança Yago Cariello, que foi mais forte que os centrais sadinos, bisando no encontro ao fazer um chapéu a João Valido.

Já depois de o ribatejano André Dias ter testado a atenção de João Valido, aos 35 minutos, o Vitória dispôs da sua melhor ocasião do primeiro tempo para marcar quando aos 44 minutos, da marca de grande penalidade Zequinha permitiu a defesa de Wilson, guardião que também travou a recarga do avançado, segurando o 2-0 com que se atingiu o intervalo.

No segundo tempo, foi a vez de o U. Santarém beneficiar de um penálti devido a falta cometida por Bruno Bernardo. Yago Carilello, quando o cronómetro assinalava 50 minutos, fez o hat-trick da marca dos 11 metros.

A perder por 3-0, os anfitriões não sentiram dificuldade em gerir a vantagem. Apesar de o Vitória ainda ter marcado por Zequinha, aos 70 minutos, na cobrança de uma grande penalidade, o triunfo, por 3-1, não fugiu aos ribatejanos.

O golo do capitão sadino não afectou os ribatejanos, que continuaram a dominar a seu bel-prazer. Depois de um par de oportunidades flagrantes para engordarem a vantagem, Yago Cariello culminou uma tarde de sonho ao apontar o 4-1 para a sua equipa e o quarto golo da sua conta pessoal, aos 90+3 minutos, numa tarde em que tudo o que o Vitória fez foi péssimo.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Dez dias de música em vários palcos da cidade de Setúbal com os melhores sons e vozes

O festival arranca com Pedro Abrunhosa, atravessa vários artistas e termina com Cuca Roseta

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas
- PUB -