28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesportoEntrada de luxo dos sadinos foi segredo para vencer U. Santarém e...

Entrada de luxo dos sadinos foi segredo para vencer U. Santarém e subir ao 2.º lugar

Vitória sofreu no segundo tempo para suster reacção dos ribatejanos

Varela (bisou) e Zequinha fizeram os golos desta quinta-feira no Bonfim

 

- PUB -

O Vitória venceu esta quinta-feira, no Estádio do Bonfim, o U. Santarém, por 3-1, em partida em atraso da 5.ª jornada da série B da Liga 3. Com os três pontos alcançados, os setubalenses, que conquistaram o seu terceiro êxito consecutivo na prova, ascenderam ao 2.º lugar, com 26 pontos, os mesmos do Torreense, que tem mais uma partida realizada.

Varela, autor de um ‘bis’, e Zequinha, que voltou quatro meses e meio depois a ser titular, foram os marcadores de serviço no conjunto treinado por Pedro Gandaio numa partida que os verdes e brancos já venciam por 2-0 antes dos 10 minutos de jogo. Yago Cariello, no tempo de compensação do primeiro tempo, fez o golo dos escalabitanos.

Após uma ausência de nove meses devido a lesão, o defesa Miguel Lourenço regressou à competição. O central, de 29 anos, ex-Mafra, tinha actuado pela última vez a 18 de Abril de 2021, dia em que o clube da II Liga empatou (0-0) no reduto da Oliveirense. Desde 2015/16, época em que se mudou para os azeris do Zira, que o atleta não envergava a camisola verde e branca num jogo oficial.

- PUB -

Entretanto, depois de na sexta-feira ter ido a jogo na segunda parte, Zequinha voltou ontem a ser titular. Ausente das partidas oficiais nos últimos quatro meses e meio, o avançado, que recuperou de uma artroscopia ao joelho direito a que foi submetido em Outubro, capitaneou os sadinos na ausência de Semedo que habitualmente usa a braçadeira.

Em relação ao jogo, os sadinos tiveram uma entrada de sonho no Bonfim ao chegarem ao 2-0 ainda antes dos 10 minutos. O marcador começou por ser inaugurado logos ao segundo minuto, momento em que Varela, melhor marcador da equipa (com 5 golos), rematou colocado em zona frontal, finalizando uma boa jogada colectiva d ataque.

A vencer por 1-0, o Vitória, já depois de um remate de Zequinha aos quatro minutos, ampliou para 2-0 com um golo do atacante de 35 anos, aos nove minutos. Um cruzamento de Nuno Pinto na esquerda possibilitou a Zequinha uma entrada fulgurante de cabeça que pôs o placar em 2-0.

- PUB -

Os ribatejanos responderam pela primeira vez aos 17 minutos, quase chegando ao golo numa excelente oportunidade. Na cara de João Valido, Motty viu o guardião sadino evitar o golo com uma excelente defesa. Volvidos dois minutos, os verdes e brancos ficaram perto do golo num cabeceamento de Bruno Almeida que foi travado por Wilson.

Já sem Allan Peixoto, defesa que saiu lesionado e foi substituído por Miguel Rodrigues (34 minutos), o U. Santarém voltou a ameaçar num canto cobrado na esquerda, aos 36 minutos. Apesar dos protestos dos forasteiros, o árbitro entendeu que João Valido defendeu a bola sem que esta ultrapasse totalmente a linha de golo.

O lance foi o prelúdio para o golo que os escalabitanos viriam a alcançar já em tempo de compensação no primeiro tempo. Aos 45+1 minutos, o avançado Yago Cariello materializou a reação dos ribatejanos com um golo (2-1) que finalizou um lance rápido de ataque, que beneficiou de uma falha do defesa Miguel Lourenço.

Após o intervalo, o U. Santarém, ainda motivado pelo golo alcançado antes de as equipas recolherem aos balneários, teve o domínio no terreno nos minutos iniciais. Aos 50 minutos, Motty num remate de meia distância à figura de João Valido, deu o primeiro sinal de perigo da segunda parte.

Já depois de o Vitória ter protestado por ume eventual mão na bola de um adversário na área contrária, os ribatejanos voltaram a ameaçar num contra-ataque finalizado com um remate de Yago Cariello sobre a trave da baliza sadina. Aos 59, o mesmo jogador só não empatou porque o defesa Bruno Almeida e o guardião João Valido perturbaram a acção do atacante.

Aos 69 minutos, João Valido fez uma defesa extraordinária para evitar o cabeceamento vitorioso de Miguel Rodrigues. Volvido um minuto, os sadinos foram eficazes num lance rápido de contra-ataque concluído por Varela. Lançado num passe de ruptura por André Mesquita, o extremo rematou com êxito para o 3-1.

Até ao final, nota para mais uma defesa estrondosa do guarda-redes João Valido a evitar que André Dias, num remate na zona frontal à baliza, marcasse para os ribatejanos, que voltam a defrontar o Vitória, desta vez no seu reduto, na segunda-feira, em partida da 16.ª jornada da Liga 3, os comandados de Pedro Gandaio.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -