25 Janeiro 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioDesportoPedro Gandaio: “Temos que reagir e ganhar já contra o Cova...

Pedro Gandaio: “Temos que reagir e ganhar já contra o Cova da Piedade”

Após empate na ronda anterior, treinador Pedro Gandaio aponta ao duelo de sábado

Vitória defronta piedenses sábado, 19:30 horas, no Estádio do Bonfim

 

- PUB -

Logo após o empate (1-1) concedido sábado frente ao Oriental Dragon, em partida da nona jornada da série B da Liga 3, Pedro Gandaio, treinador do Vitória FC, frisou a importância de a equipa centrar agora todas as atenções no duelo da próxima jornada frente ao Cova da Piedade. “Temos que reagir e a melhor forma de o fazermos é jogar e ganhar já contra o Cova da Piedade, em nossa casa, com os nossos adeptos”, disse ao jornal O SETUBALENSE.

O empate (1-1) registado com o Oriental Dragon ajusta-se ao que se passou em campo no Estádio Alfredo da Silva?

Tendo em conta a segunda parte que fizemos, penso que sim. Nesse período tínhamos que matar o resultado, principalmente nos 10 a 15 minutos iniciais. Tivemos essa oportunidade e não o fizemos. Como diz o ditado: ‘quem não marca, sofre’ e foi isso que nos aconteceu nesta partida [golo da igualdade foi apontado por Bandeira aos 86 minutos].

- PUB -

Depois de a equipa estar em vantagem no marcador ao intervalo [1-0 obtido por Bruno Ventura na conversão de uma grande penalidade], que explicações encontra para o que aconteceu na segunda parte?

Naturalmente, o adversário quis vir para cima na segunda parte. Pedimos para continuarmos a pressionar e não baixarmos, mas inconscientemente continuámos a baixar cada vez mais. O Oriental Dragon também aproveitou o vento que tinha a seu favor. O árbitro também não ajudou e marcou todas as ‘faltinhas’ e, nesses lances começaram a despejar bolas para a área. Num desses lances tivemos uma má abordagem. Não podemos deixar três homens para um…

Além de Zequinha, Marouca e Kamo Kamo, jogadores que já estavam lesionados, os defesas Miguel Lourenço e François (ambos com entorse no joelho esquerdo) juntaram-se na semana passada ao lote de indisponíveis. Era importante tê-los todos aptos…

- PUB -

Eu gostava, mas ainda esta semana perdemos mais dois jogadores (François e Miguel Lourenço). Naturalmente, sendo alguns deles jogadores que jogam de início, fazem falta. No entanto, temos que olhar para que está disponível. O Bruno Almeida [jovem de 21 anos que actuou ao lado do experiente Bruno Bernardo no eixo da defesa em substituição de François] fez um jogo maravilhoso. O azar de uns muitas das vezes é a oportunidade de outros. Não foi por essas ‘baixas’ que não vencemos. É claro que que eu e todos no clube queremos ter o plantel todo disponível.

Como está a equipa depois do empate e de que forma espera recuperá-la deste jogo?

A equipa sentiu que foi um lance que ditou o resultado. Temos que reagir e a melhor forma de o fazermos é jogar e ganhar já contra o Cova da Piedade, em nossa casa, com os nossos adeptos. Jogar daqui por uma semana era o melhor que nos podia acontecer. Foi um jogo e como em qualquer um existem três resultados disponíveis. Não podíamos baixar, tínhamos que manter a qualidade e a personalidade que tivemos na primeira parte, infelizmente não o fizemos. Este jogo já está e o melhor agora não é chorar sobre o que aconteceu, mas preparar o próximo. Temos que esquecer este jogo porque não podemos fazer mais nada. Agora, o que temos que fazer é olhar para a frente.

Que mensagem quer deixar aos muitos vitorianos que estiveram sábado no Estádio Alfredo da Silva a apoiar a equipa?

Agradecemos-lhes. Sentimos que estávamos a jogar em casa e esse é o melhor elogio que posso dar aos nossos adeptos.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Duas das crianças feridas em acidente rodoviário em Palmela em estado grave

O sinistro envolveu três veículos ligeiros e obrigou ao corte de trânsito na EN 5 por mais de três horas

Morreu uma das crianças feridas em colisão automóvel no concelho de Palmela 

Menino tinha cinco anos e havia sido transportado no helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria. Ontem acabou por não resistir aos ferimentos

MP acusa médico do Centro Hospitalar de Setúbal de homicídio por negligência em caso de morte de bebé num parto

Os factos ocorreram no dia 06 de Fevereiro de 2018, nos serviços de urgência de obstetrícia e estão relacionados com o parto de um feto morto
- PUB -