29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoCarlos Silva: “Pretendemos um treinador que tenha um perfil à Vitória...

Carlos Silva: “Pretendemos um treinador que tenha um perfil à Vitória e que seja ganhador”

Presidente Carlos Silva frisa que sucessor de Toni Pereira tem de se adaptar ao ADN do clube

Pedro Gandaio assume equipa interinamente no jogo de amanhã com o Caldas

 

- PUB -

Após ser anunciada na quarta-feira a saída de Toni Pereira do comando técnico do Vitória FC, os responsáveis do clube da Liga 3 estão já a envidar esforços para encontrar um timoneiro que se enquadre nas características pretendidas para assumir a embarcação sadina. Isso mesmo foi confirmado ao nosso jornal pelo presidente do clube Carlos Silva que espera ter novidades sobre o próximo homem do leme muito em breve.

Questionado sobre o perfil pretendido, o dirigente foi peremptório. “Pretendemos um treinador que tenha um perfil à Vitória, que seja ganhador e se adapte à forma de jogar do Vitória. Não pode chegar aqui e alterar tudo. Temos que olhar para a identidade Vitória e perceber quem se adapta nestas circunstâncias”, vincou, explicando as razões pelas quais se optou por escolher o adjunto Pedro Gandaio para assumir a equipa de forma interina.

O facto de o encontro com o Caldas, da sétima jornada da série B (Zona Sul) da Liga 3, estar agendado para amanhã (15 horas) teve influência na decisão. “Durante a próxima semana iremos seguramente analisar com cuidado a situação de forma a decidir ponderadamente. Como estávamos a poucos dias do nosso próximo jogo, entendeu-se que o melhor seria encontrar uma situação interna para o encontro deste sábado”.

- PUB -

Instado a especificar a ideias que clube e SAD preconizam para preencher de forma definitiva o posto de treinador, Carlos Silva, que foi eleito presidente da direcção há exactamante 10 meses, mencionou, entre outros aspectos, a necessidade de manter e reforçar a aposta na formação. “Tem de ser por aí. O treinador tem de se adaptar a todas essas circunstâncias e ao ADN do Vitória”.

Uma vez que nos últimos anos vários foram os antigos jogadores que assumiram o comando técnico da equipa, O SETUBALENSE questionou se a solução poderia passa por alguém que já tenha no passado integrado os quadros do clube. Carlos Silva não abriu o jogo. “Neste momento é prematuro estar a dizê-lo. Não vamos entrar em conjecturas que ainda nem sequer foram faladas”.

Menos de quatro meses depois de ter sido apresentado como treinador do Vitória, Toni Pereira bateu com a porta, alegando “motivos de ordem pessoal”. O líder dos setubalenses não escondeu que a decisão o surpreendeu. “Acho que nenhum de nós estava à espera. Traçámos um objectivo a longo prazo e não a tão curto prazo. De alguma forma também nós fomos apanhados de surpresa”, confidenciou.

- PUB -

Com cinco jogos realizados no campeonato, Toni Pereira deixa o Vitória, que tem menos uma partida que os principais concorrentes, na sexta posição da tabela com nove pontos, resultantes de três triunfos (1-0 ao Amora, 5-2 ao Oliveira do Hospital e 1-0 ao Sporting B) e duas derrotas (2-0 com U. Leiria e 2-1 com Real). Na Taça de Portugal, sob o seu comando, os sadinos venceram o Vianense (2-0) e foram eliminados da prova após perder 2-0 com o Vizela, da I Liga.

Reencontrar triunfos com Caldas

Independentemente do nome que venha a ser escolhido, a certeza que há neste momento é que o adjunto Pedro Gandaio, de 32 anos, vai liderar a equipa no duelo de amanhã, no Estádio do Bonfim, com o Caldas. Depois de duas derrotas consecutivas – frente aos vizelenses na Taça de Portugal e com o Real na Liga 3 –, o objectivo passa por colocar a equipa no rumo das vitórias na recepção ao conjunto das Caldas da Rainha.

Na partida que se realiza em Setúbal há expectativa de algum dos quatro jogadores que falharam os últimos compromissos da equipa poder regressar à competição. Neste lote estão o defesa Miguel Lourenço, os médios José Semedo e Mathiola e o avançado Zequinha. A maior expectativa reside na possibilidade de o capitão Semedo poder voltar ao meio-campo depois de ter estado de fora nos últimos jogos, após o falecimento da sua mulher Soraia Semedo.

O jogador setubalense, de 36 anos de idade, é reconhecidamente considerado de extrema importância por todos no Bonfim. A capacidade de liderança, o facto de ser um profissional exemplar, a confiança que transmite aos colegas, dentro e fora do campo, as qualidades humanas e a experiência que tem são aspectos que representam mais-valias para o plantel.

Caso Semedo possa jogar será uma boa notícia para o treinador Pedro Gandaio, que também reconhece a importância do atleta. Expectativa também há em relação ao reforço Alioune Badara, avançado ex-U. Leiria, que foi contratado para o ataque e cuja utilização é ainda uma incógnita.

Entretanto, devido às previsões meteorológicas adversas, o clube anunciou que para assistir ao duelo com o Caldas “só estará aberta a bancada central coberta (cativos + não cativos) através da porta 2 e 12. Para os visitantes, o acesso deverá ser feito através da porta 8”, informaram nas suas redes sociais. Os preços dos ingressos para estes jogos são os seguintes: sócios até 17 anos com a quota de Agosto 2021 paga têm entrada gratuita mediante levantamento do bilhete; sócios maiores de idade com a quota de Agosto 2021 terão de desembolsar cinco euros e os não sócios pagam 10 euros.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -