17 Outubro 2021, Domingo
- PUB -
Início Desporto ‘Mustangs de Almada’ convidam jovens a experimentar a modalidade

‘Mustangs de Almada’ convidam jovens a experimentar a modalidade

Modalidade pode ser praticada por jovens a partir dos três anos de idade e os treinos decorrem na pista municipal de atletismo, na Sobreda.

 

- PUB -

O concelho de Almada, um dos mais ricos do país a nível associativo, tem desde há relativamente pouco tempo um novo clube, o Rugby Clube Mustangs de Almada, que tem características muito próprias por se dedicar à prática de uma modalidade que se quer expandir em toda a margem sul do Tejo e também pelo facto de possuir uma componente muito forte de apoio a crianças em risco.

Paulo Pereira, director técnico do clube, em entrevista ao SETUBALENSE, fala em pormenor sobre o projecto que teve a sua origem no Clube Recreativo Sobredense e explicou por que razão foi escolhido o nome de ‘mustangs’.

Como e quando nasceu o Rugby Clube Mustangs de Almada?

- PUB -

O Rugby Clube Mustangs de Almada teve origem junto do Clube Recreativo Sobredense, mas ganhou recentemente autonomia, passando a ser uma entidade desportiva independente e só dedicada a esta modalidade. Sentimos a necessidade de criar um clube apenas dedicado ao Rugby e com uma estrutura directiva mais focada na modalidade.

Houve alguma razão especial para o nome que foi escolhido?

Sim o nome “Mustangs” foi escolhido, pelo facto de o clube ter nascido na Sobreda, que é a freguesia com mais picadeiros para a prática de equitação a nível nacional, transpondo as características dessa raça para o que queremos que sejam todos os nossos atletas, rápidos, fortes, resistentes e muito corajosos.

- PUB -

Qual a vossa localização em termos geográficos e quem pode praticar a modalidade?

A sede do nosso clube fica na Sobreda, nas instalações da APTEC (Associação Portuguesa de Terapia Equestres e Complementares), que gentilmente nos cedeu um espaço. É um casamento perfeito tendo em conta o nosso nome e o nosso logotipo. Esta modalidade pode ser praticada praticamente por todos. Rapazes e raparigas a partir dos 3 anos de idade até aos 18, nas nossas escolas de formação e a partir dos 18 na nossa equipa sénior.

Qual o número de praticantes e escalões existentes no clube?

Neste momento o clube conta com cerca de 120 atletas e com todos os escalões de formação, desde os U6, que são atletas com menos de 6 anos, até ao escalão sénior.

Em que espaço desportivo é desenvolvida a vossa actividade?

Os treinos são realizados na Pista Municipal da Sobreda, todas as segundas, quartas e sextas-feiras num horário compreendido entre as 19 e as 22 horas, sendo que cada escalão tem horário e tempo de treino diferentes.

E em termos competitivos, em que competições participam?

Nos dois últimos anos devido à pandemia não houve praticamente competição, de qualquer forma a nossa equipa sénior participou no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão. Relativamente aos escalões de formação participam sempre em vários torneios que se vão realizando a nível nacional.

Como vê o desenvolvimento do rugby na margem sul do Tejo?

Essa é uma pergunta pertinente, com resposta complicada de dar. Não é fácil cativar atletas para a modalidade porque o Rugby centra-se muito em Lisboa. Para além disso, os apoios também são escassos. Ainda assim, temos muita convicção que, com este passo que estamos a dar, vamos cada vez mais conseguir mais apoios e mais atletas para a modalidade que tem espaço para todos. Regra geral, todos os jovens que vêm experimentar acabam por ficar.

Quer acrescentar algo mais que considere importante?

Sim. Gostava de dizer a todos aqueles que não estão familiarizados com a modalidade que o rugby é acima de tudo uma escola de vida, um desporto onde se cultivam amizades verdadeiras, tem regras muito rígidas e existe respeito pelos indivíduos. Somos mesmo uma grande família. Para além disso, o clube tem, e vai ter cada vez mais, uma componente muito forte de apoio a crianças em risco. Recorrendo à solidariedade e usando o desporto como ferramenta, pretendemos apresentar aos mais novos uma perspectiva diferente, com melhores valores de vida em sociedade, evitando assim que enveredem por caminhos menos bons para o seu futuro.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Geringonça dá Assembleia Municipal do Montijo ao PSD

Apesar de vencer nas autárquicas, PS vai perder presidência no órgão. CDU tem compromisso com os social-democratas. Se não houver recuo, Ana Dias Neves...

Construção de duas novas fábricas da Repsol é maior investimento dos últimos dez anos no país

Empresa quer tornar Complexo de Sines num dos mais avançados e competitivos da Europa

Fernando Negrão acusa administração do Centro Hospitalar de “incompetência” e defende demissão

Vereador social-democrata afirma que membros do órgão de gestão “estão cegos” e pede a sua substituição “por gente competente”   Fernando Negrão, vereador da Câmara Municipal...
- PUB -