28 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioDesportoVitória quer manter tradição dos últimos encontros com União de Leiria em...

Vitória quer manter tradição dos últimos encontros com União de Leiria em Setúbal

No duelo de primeira de 2012, golo de Miguelito deu triunfo aos verdes e brancos

Diego defendia a baliza sadina nos dois últimos triunfos sobre os leirienses no Bonfim

 

- PUB -

Mais de nove anos depois, o Estádio do Bonfim volta no sábado, pelas 20 horas, a ser palco de um confronto entre o Vitória Futebol Clube e o União de Leiria, a contar para a 5.ª jornada da fase de acesso (Zona Sul) à II Liga. Apesar de estarem a viver uma realidade muito diferente de 2011/12, época em que ambos estavam na I Liga, sadinos e leirienses sabem da importância de um duelo em que só o triunfo mantém acesa a esperança na subida de divisão.

A três pontos de distância de Estrela da Amadora e Torreense, emblemas que se defrontam também no sábado à noite e seguem na liderança do agrupamento com sete pontos, Vitória e U. Leiria sabem que este é um jogo de tudo ou nada. O carácter decisivo deve-se ao facto de um desaire colocar de imediato um ponto final nas aspirações de ainda chegar ao primeiro lugar.

Em termos de retrospectiva, a história joga a favor dos setubalenses que nas 20 partidas realizadas na condição de conjunto visitado venceu 12, empatou seis e perdeu apenas em duas ocasiões. O último triunfo sobre os unionistas aconteceu a 25 de Março de 2012, dia em que os leirienses jogaram em Setúbal pela última vez, o Vitória levou a melhor, por 1-0, sobre o adversário.

- PUB -

Um golo do defesa Miguelito, logo aos três minutos, foi suficiente para a equipa então treinada por José Mota bater os leirienses, que tinham como guarda-redes o então jovem esloveno Jan Oblak, que actualmente representa os espanhóis do Atlético de Madrid. Refira-se que na baliza contrária estava o guarda-redes Diego, que é hoje um dos elementos que compõem a equipa técnica liderada por Alexandre Santana.

A confirmar as boas recordações dos sadinos com o U. Leiria está também o penúltimo duelo travado no Bonfim entre os dois clubes. A 10 de Abril de 2011, também com o brasileiro Diego a defender as redes da equipa, os verdes e brancos despacharam o oponente por claros 4-1. William, Neca, Pitbull e José Pedro marcaram pela equipa treinada por Bruno Ribeiro, enquanto o leiriense Patrick Lopes fechou para os forasteiros as contas do marcador já nos minutos finais.

O domínio dos setubalenses é atestado nos dados globais dos duelos entre os dois conjuntos. Senão vejamos: dos 39 encontros (30 na I Liga, quatro na Taça de Portugal, quatro na II Liga e um no Campeonato de Portugal), o Vitória totaliza 17 êxitos, 15 igualdades e sete derrotas, tendo cinco destas sido averbadas num total de 19 encontros com os leirienses a jogarem em casa. Como curiosidade refira-se que na Taça de Portugal, os vitorianos levaram sempre a melhor (três vezes no Bonfim e uma em Leiria).

- PUB -

No Estádio Dr. Magalhães Pessoa o Vitória também conseguiu vencer várias vezes em duelos no escalão principal. Em 1998/99, o azeri Kasumov marcou o golo que valeu o triunfo, 1-0, à equipa então treinada por Carlos Cardoso e, em 2004/05, o brasileiro Igor bisou no 2-0 aplicado pelos comandados de José Rachão. Mais recentes foram as vitórias, ambas por 2-0, das equipas então treinadas por Hélio Sousa (2005/06) e Carlos Carvalhal (2007/08). No primeiro caso, Silvestre Varela e Carlitos foram os autores dos golos frente à União então treinada por Jorge Jesus, actual treinador do Benfica, enquanto em 2008 Pitbull e Bruno Gama foram os marcadores de serviço dos sadinos.

Dados estatísticos à parte, o plantel liderado por Alexandre Santana continua a preparar a estratégia a colocar em prática no sábado. Impossibilitados de utilizarem os lesionados Kamo Kamo (avançado) e João Marouca (médio), que foram no início do mês submetidos a intervenções cirúrgicas, os demais jogadores estão focados em realizar uma boa exibição de forma a poderem somar os três pontos.

Após o desaire sofrido na partida da segunda jornada da fase de subida, o Vitória procura rectificar o 2-1 com que terminou o duelo no Estádio Dr. Magalhães Pessoa no passado dia 2 de Maio. Nesse encontro, os golos de Diego Galo e Alioune Badara ditaram o desaire dos sadinos, que ainda conseguiram reduzir num autogolo do guarda-redes Fábio Ferreira, aos 89 minutos, após remate forte e colocado de Bruno Ventura à trave.

À semelhança do que tem acontecido, o plantel do Vitória realizou ontem novo rastreio à Covid-19. “Nenhum dos jogadores, elementos da equipa técnica ou demais elementos do staff se encontra infectado”, anunciou o clube agradecendos à MDM Pulse e à Federação Portuguesa de Futebol o apoio à realização dos testes.

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -