8 Dezembro 2021, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesportoReviravolta épica na Reboleira mantém Vitória na luta pela subida de divisão

Reviravolta épica na Reboleira mantém Vitória na luta pela subida de divisão

Depois de estar a perder por 2-0 ao intervalo, equipa vence 3-2 com golo ao cair do pano

Golo marcado aos 90+5 minutos dá primeiro triunfo à equipa na fase de acesso

 

- PUB -

Impróprio para cardíacos. Depois de estar a perder por 2-0 ao intervalo no campo do Estrela da Amadora, uma recuperação épica, resultante de uma segunda parte cheia de alma e coração dos jogadores que formam o plantel, permitiu ao Vitória Futebol Clube virar o marcador para 3-2, resultado que mantém a equipa na luta pelo primeiro lugar da fase de acesso à II Liga (Zona Sul) e pela consequente subida de divisão.

O golo do triunfo, que deixou em êxtase a comitiva sadina que esteve no Estádio José Gomes, foi apontado aos 90+5 minutos na sequência de um autogolo de um jogador dos amadorenses que se viu pressionado pelo defesa Marcos Raposo e pelo guardião João Valido que fora, à área contrária tentar a sua sorte, após um livre directo apontado na direita pelo esquerdino Nuno Pinto.

Com este resultado, numa altura em que estão cumpridas quatro jornadas, os setubalenses somam agora quatro pontos (em igualdade com a U. Leiria), menos três que E. Amadora e Torreense que seguem nos lugares cimeiros do grupo. Com duas jornadas por realizar, os comandados de Alexandre Santana, que sabem que estão obrigados a ganhar os jogos que restam para manterem aceso o sonho, mostraram uma atitude extraordinária no segundo tempo.

- PUB -

Depois de uma primeira parte em que só deu Estrela, que foi para o intervalo a ganhar por 2-0 (golos de Zé Pedro e Paollo Madeira, aos 25 e 44 minutos), os sadinos entraram transfigurados no segundo tempo, conseguindo, com todo o mérito, a cambalhota no marcador graças aos tentos de José Semedo (56) e Gonçalo Batista (60) e ao autogolo que surgiu, aos 90+5 no derradeiro lance do encontro.

Em relação à ronda anterior, que ditou a derrota dos sadinos por 2-1 com o Torreense, o treinador Alexandre Santana procedeu a duas alterações no onze inicial. Para os lugares do defesa João Serrão (lesionou-se na última partida) e do médio André Sousa entraram, respectivamente, Marcos Raposo e André Pedrosa.

A actuarem em sua casa, os amadorenses entraram melhor no encontro e criaram o primeiro lance de perigo à passagem do minuto quatro, momento em que o médio Diogo Clemente fugiu no flanco esquerdo à defesa sadina e só não inaugurou o marcador devido a uma mancha atenta do guarda-redes João Valido.

- PUB -

Dominados desde o apito inicial, os verdes e brancos, que raramente conseguiram passar a linha de meio campo na primeira meia-hora do jogo, não tiveram argumentos para sacudir a pressão exercida pelo conjunto da Reboleira. Mais dinâmicos, os anfitriões colocaram-se com naturalidade em vantagem na sequência de um lance de bola parada.

Aos 25 minutos, a resistência vitoriana, que não conseguiu mais do que defender até esse momento, terminou. Após canto cobrado na esquerda, o defesa Zé Pedro foi mais forte que os opositores no ‘miolo’ da área superiorizando-se de cabeça a José Semedo e Marcos Raposo, que não conseguiram evitar o 1-0 do Estrela da Amadora.

Só quando já estava em desvantagem no marcador, o Vitória conseguiu acercar-se com algum perigo da área contrária. Apesar de não ter criado nenhuma oportunidade flagrante de golo, aos 30 minutos, um cruzamento de Gonçalo Batista deixou em sobressalto o adversário que viu o médio André Pedrosa cabecear para defesa fácil do guardião dos anfitriões.

O 2-0 resultou de uma boa jogada de envolvência entre vários jogadores tricolores quando o cronómetro assinalava 44 minutos. No interior da área, o argentino Chapi Romano colocou a bola nos pés do português Xavi que entregou de bandeja para o brasileiro Paollo Madeira que só teve de rematar fora do alcance do guarda-redes dos setubalenses.

A vantagem de dois golos dos amadorenses ao intervalo reflectia bem a superioridade do líder do grupo, que controlou a seu bel-prazer o primeiro tempo. Na segunda parte, já depois da entrada de Bruno Luz, o Vitória entrou transfigurado em relação ao que fez no primeiro tempo. Com os olhos na baliza contrária, os sadinos conseguiram dispor de vários cantos consecutivos nos minutos iniciais, deixando em sentido os amadorenses que aparentavam ter o jogo controlado. Puro engano.

Uma excelente reação dos homens comandados por Alexandre Santana permitiu que a equipa viesse a reentrar na discussão do jogo. Tudo começou depois do capitão José Semedo ter, aos 56 minutos, reduzido para 2-1. Após um livre cobrado pelo esquerdino Nuno Pinto no flanco direito, o médio foi imperial na área adversária ao cabecear para o golo dos sadinos.

O golo empolgou o Vitória que, volvidos quatro minutos, repôs a igualdade (2-2) por intermédio de Gonçalo Batista. O médio, assistido por Bruno Luz, cabeceou no interior da área para a baliza desfeiteando o guardião dos tricolores. Depois de anular uma desvantagem de 2-0, os sadinos mostraram uma enorme alma e coração na tentativa de operar a reviravolta no marcador.

Nos momentos que se seguiram esse desejo esteve perto de se tornar realidade. Aos 64 minutos, Zequinha assistiu Bruno Ventura que viu o guarda-redes Filipe Leão evitar o golo. No minuto seguinte, surgiu a melhor ocasião de todo o segundo tempo através de um disparo do meio da rua do médio Bruno Ventura que acertou na trave da baliza dos tricolores.

Até ao apito final, ambos os conjuntos dispuseram de oportunidades para marcar, mas acabou o Vitória por ser mais feliz. Já depois de avisos de André Pedrosa (67 minutos), Bruno Ventura (83) e Zequinha (87), os sadinos chegaram ao golo aos 90+5. Com toda a equipa no interior da área (guardião João Valido incluído), Nuno Pinto cobrou um livre na direita e um defesa contrário introduziu a bola na própria baliza, dando um triunfo épico aos vitorianos, que continuam a sonhar.

 

CLASSIFICAÇÃO – Fase de acesso (Zona Sul)

 

P             J              V             E             D             G

1.º E. Amadora                 7             4             2             1             1              7-4

2.º Torreense                   7             4             2             1             1              4-5

3.º U. Leiria                        4             4             1             1             2              4-5

4.º VITÓRIA FC                 4             4             1             1             2              5-6

 

Próxima jornada: VitóriaFC -U. Leiria e E. Amadora-U. Leiria (22 Maio, 20 horas).

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Caso de gripe das aves detectado em Palmela

A DGAV lembrou que não existem evidências de que a gripe aviária seja transmitida para os humanos através do consumo de alimentos, como carne de aves de capoeira ou ovos

Águas de Moura subiu ao segundo lugar da tabela classificativa

Dos três da frente ninguém conseguiu ganhar e quem tirou partido disso foi a equipa orientada por Gonçalo Cruz que é agora vice-líder da competição.
- PUB -