10 Maio 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Desporto Alcochetense não entra na retoma do campeonato

Alcochetense não entra na retoma do campeonato

Falta de verdade desportiva e protecção dos atletas na base da decisão

Alcochetanos sempre defenderam o final das provas em todas as reuniões por entenderem não haver condições para prosseguir com elas

 

- PUB -

O Grupo Desportivo Alcochetense, que normalmente joga sempre para os primeiros lugares, é outro dos clubes a abdicar da sua participação nas competições seniores da Associação de Futebol de Setúbal.

Na sequência de alguns rumores que pairavam no ar sobre essa hipótese, o nosso jornal contactou o presidente do clube, Nuno Reis, que confirmou a informação que havia chegado ao nosso conhecimento.

“É efectivamente verdade que o Alcochetense não irá participar na retoma do campeonato, se é que se pode chamar campeonato ao que irá acontecer. Desde a interrupção, em Janeiro, que o Alcochetense defendeu o final das provas em todas as reuniões entre a AF Setúbal e os clubes. No nosso entendimento não existia, nem existe, condições para uma retoma das competições. A fase inicial do campeonato foi uma confusão generalizada e temos a convicção de que a retoma não irá correr melhor. O único objectivo que está subjacente nesta retoma, é encontrar um clube para a AF Setúbal indicar a fim de subir ao Campeonato de Portugal na próxima época, mas a pergunta que se coloca é se a FPF vai mesmo solicitar às diversas Associações a indicação de clubes para subirem. Com a confusão instalada nos diversos campeonatos distritais, temos algumas dúvidas que isso vá acontecer, basta olhar para a posição inicial da FPF na época passada”, refere o presidente do clube alcochetano que tem a convicção de que a retoma não irá correr bem.

- PUB -

“A falta de verdade desportiva e a protecção dos nossos atletas ao nível físico e pessoal estão na base da nossa decisão. Como é possível que ao fim de mais de três meses parados, os atletas possam iniciar uma competição com apenas 15 dias de preparação. Vamos ver o que vai acontecer”, diz expectante Nuno Reis.

O presidente do Alcochetense esclareceu entretanto que a decisão tomada “ não tem propriamente nada a ver com a Associação de Futebol de Setúbal porque até foram os clubes que tomaram individualmente a sua posição com base numa proposta apresentada pela AFS, achamos apenas que não existe condições para retomar porque a pandemia infelizmente não acabou, e voltarão a existir novos casos de Covid nos planteis, existirão novamente jogos adiados e continuaremos a ter equipas com diferentes números de jogos, facto que não contribui para a mínima verdade desportiva e a confusão vai continuar. Para além disso, se não for possível concluir o campeonato, poderá gerar desconforto entre os clubes que ambicionam a subida de divisão. Não querendo parecer demasiado pessimista, desejo ainda assim que se consiga chegar a um bom fim”.

E como é que os jogadores e equipa técnica reagiram a esta situação, sabendo que todos eles o que mais gostam de fazer é jogar futebol.

- PUB -

“A decisão tomada resultou duma reunião entre a direcção, equipa técnica e capitães de equipa, que após avaliação cuidadosa de todas as informações existentes, e considerando os prós e os contras, chegámos à conclusão que era melhor não retomar o campeonato. Um dos pontos fortes deste clube é a solidariedade, logo, qualquer que fosse a decisão seria aceite por todos”, deixou bem vincado Nuno Reis.

Resta acrescentar que o Grupo Desportivo Alcochetense até à suspensão do campeonato, em Dezembro do ano passado, havia realizado apenas dois jogos, na primeira jornada em Alcochete (0-0) com o Vasco da Gama de Sines e na segunda jornada, em Setúbal, onde perdeu com o Comércio Indústria, por 3-1. Seguia na tabela classificativa em 13.º lugar com apenas um ponto.

A decisão tomada pelo Grupo Desportivo Alcochetense afecta também a equipa B que disputava o Campeonato Distrital da 2.ª Divisão.

 

José Pina
Jornalista
- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Sindicato não aceita aumentos de salários propostos pela administração da Autoeuropa

Administração da fábrica da Volkswagen em Palmela quer acordo que prevê aumentos salariais a três anos em função da taxa de inflação, sindicato contesta

Empresa dedicada à comercialização de canábis chega a Setúbal com nova unidade no parque BlueBiz

Espaço servirá para pós-colheita da planta medicinal. Produtora escolheu a cidade sadina “por possuir excelentes acessibilidades e oferecer flexibilidade nas suas instalações”   A empresa Clever...
- PUB -