1 Dezembro 2021, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesportoEleições no Vitória FC: 1316 votantes até às 17h30

Eleições no Vitória FC: 1316 votantes até às 17h30 [galeria de fotos]

Acto eleitoral tem decorrido de forma ordeira e bem organizada, com respeito pelas regras anti-Covid

 

- PUB -

As eleições que estão a decorrer no Vitória Futebol Clube este domingo registaram uma participação de 1316 votantes até às 17h30, revelou a O SETUBALENSE o presidente da Mesa da Assembleia Geral, Cândido Casimiro.

O acto está a decorrer de forma ordeira, com regras apertadas para prevenção da propagação da Covid-19.

As cinco mesas de voto estão instaladas no interior do Pavilhão Antoine Velge, a entrada faz-se pelas traseiras, do lado do estádio, e a saída para o lado da rua.

- PUB -

Junto à entrada para o pavilhão, é medida a febre e depois os sócios aguardam num longo corredor delimitado por baias, com as distancias devidamente assinaladas. Para aceder ao interior do pavilhão é obrigatório o uso de máscara ou viseira e a desinfecção das mãos.

Todo o percurso é acompanhado por diversos vigilantes, estando presente também a PSP.

As urnas fecham às 22 horas.

- PUB -

Recorde-se que há três listas candidatas; a Lista A, encabeçada por Vítor Hugo Valente, a Lista B, de Paulo Rodrigues, e a Lista C, de Nuno Filipe Soares.

 

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -