30 Novembro 2021, Terça-feira
- PUB -
InícioDesportoPedido de Assembleia Geral destitutiva no Vitória FC vai avançar

Pedido de Assembleia Geral destitutiva no Vitória FC vai avançar

Documento já terá as assinaturas necessárias e deverá ser entregue ao presidente da Mesa da Assembleia Geral nos próximos dias

 

- PUB -

Um pedido formal para uma Assembleia Geral Extraordinária Destitutiva deverá chegar brevemente a Cândido Casimiro, presidente da Mesa da Assembleia Geral do Vitória. A recolha
de assinaturas começou a ser feita na última semana e já contará com os nomes suficientes para iniciar o processo, segundo apurou O SETUBALENSE.

De acordo com Mário Paixão, sócio que lançou a iniciativa no passado dia 11 de Setembro, o dia de hoje – 15 de Setembro, Dia de Bocage e da cidade de Setúbal – seria uma data simbólica
para a entrega da documentação mas o mais certo é que o documento apenas seja entregue nos próximos dias. Contactado por O SETUBALENSE, o associado não quis tecer comentários sobre a iniciativa, sublinhando apenas que esta acção tem como base o amor ao clube e não qualquer tipo de motivação política.

Para que o processo possa seguir os parâmetros normais, terão sido recolhidas mais de uma centena de assinaturas de associados com mais de 16 anos e quotas em dia. De acordo com Mário Paixão, o PMAG terá trinta dias após receber o documento para convocar a reunião magna, na qual dois terços dos sócios que assinaram o pedido terão de estar presentes para que a mesma possa ter efeito.

- PUB -

“Se ninguém dá explicações ou a palavra aos sócios, vamos ser nós a exigi-la. Nesta altura, não me revejo na actuação da actual direcção, na sua campanha de vitimização, no explicar tudo o que nos está a acontecer com os simples os outros é que estão todos contra nós. Poder dizer que ainda há uma ténue esperança que um erro processual venha a devolver o Vitória ao seu lugar, e tão verdade assumir que essa é a única razão para ter esperança. O tempo de esperar já foi. O tempo para nos darem uma explicação convincente também. Todos os dias novos processos, novos abandonos. Não há como ficar apenas à espera”, pode ler-se na primeira publicação sobre o tema nas redes sociais, datada de 10 de Setembro.

Este pedido de AG surge numa altura em que vários sócios pedem respostas e esclarecimentos quanto ao momento actual, o futuro próximo e quais as consequências da despromoção ao Campeonato de Portugal, no qual o Vitória começa a sua caminhada no próximo dia 20, diante do Moura. Uma eventual reunião entre sócios e órgãos sociais do clube tem sido impossibilitada pelo delegado de saúde regional, que não deu luz verde ao evento devido às condicionantes do estado de contingência imposto na Área Metropolitana de Lisboa. No início deste mês, Cândido Casimiro garantiu que iria ser feito um novo pedido de autorização para uma AG e que, para o caso de este ser novamente rejeitado, estavam a ser preparados meios eletrónicos para permitir uma reunião à distância.

Conselho Vitoriano reúne
O Conselho Vitoriano, órgão consultivo do Vitória para o qual foram eleitos nas últimas eleições Álvaro Piteira, Luís Fernandes, Valter Gomes, Pedro Pereira, José Madureira Lopes, Carlos Romão, Gonçalo Teixeira, Ilídio Duarte, Mário dos Santos e João Guerreiro, reúne esta noite para discutir o momento atual do clube, sabe O SETUBALENSE. Em causa está a preocupação com as consequências que a queda à terceira divisão poderá ter para a sustentabilidade do emblema setubalense.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -