8 Fevereiro 2023, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesporto"Temos aulas em conjunto com videochamada com todos os jogadores do...

“Temos aulas em conjunto com videochamada com todos os jogadores do plantel e o preparador físico”

O defesa sadino, de 25 anos, que tem sido uma das grandes figuras sadinas esta época, disse ao Canal 11 sentir falta da “rotina do treino, da competição e da convivência do balneário”.

 

- PUB -

Como têm sido os seus dias durante este período em que o futebol está parado?

Temos treinado um bocadinho todos os dias. Temos o nosso plano individual que foi feito pelo clube, um bocadinho à imagem do que tem feito toda a gente. Temos um acompanhamento diário por parte do preparador físico e do departamento médico. Fazem-nos questões simples como se estamos bem, se estamos a fazer os exercícios recomendados. Temos também, duas a três vezes por semana, aulas em conjunto com videochamada com todos os jogadores do plantel e o preparador físico. Aproveitamos essa hora para conversar um bocadinho e fazermos alguns exercícios em conjunto, que é a forma possível neste momento.

Sente saudades do futebol e do relvado?

- PUB -

Muitas. Estar o dia fechado em casa e com pouca coisa para fazer sente-se muito a rotina do treino, da competição e da convivência do balneário. Sentimos muitas saudades disso.

De que forma têm os jogadores do Vitória acompanhado as notícias que dão conta de alguns clubes profissionais, como o Belenenses SAD e o Chaves, terem avançado para o lay-off? O Vitória já vos deu alguma informação sobre esse tema?

Ainda ninguém nos comunicou nada. Estamos de alguma forma expectantes à espera que alguém nos possa comunicar alguma coisa. Temos visto o que a imprensa passa e aquilo que o presidente e a nossa direcção falam. Mas quanto aos nossos salários e à questão do lay-off e a forma como se vai proceder ainda ninguém nos passou qualquer tipo de informação.

- PUB -

Há a ideia de que há uma grande unidade dos futebolistas em torno do Sindicato que tem liderado este processo…

Sim, o Sindicato está muito presente e sempre ao nosso lado. Fala connosco e propõem-nos passar para eles qualquer tipo de informação. Acredito que estão ao nosso lado para nos resolverem os problemas.

Em termos pessoais, esta está a ser a sua melhor época?

Sim, acredito que está a ser a minha melhor época. Está a ser a mais consistente e aquela em que me tenho vindo a destacar mais a nível individual.

Já assumiu o objectivo de representar no futuro a Selecção Nacional…

A pergunta já me foi feita mais do que uma vez pelos jornalistas. Tenho as minhas ambições e acredito que é possível, tanto pela idade que tenho como pelo que estou a fazer e sei que posso vir a fazer. Não estipulei prazos nenhuns para o vir a fazer, mas acredito que pode ser possível. Porque não? Penso que o facto de já me terem feito esta época tantas vezes essa questão é sinal de alguma coisa. Creio que estou a fazer bem o meu trabalho para isso.

Tem mais um ano de contrato com o Vitória. De que forma perspectiva o futuro?

É jogar bem. Neste momento é um bocadinho difícil de falar no futuro. Ninguém sabe o que vai acontecer e se vamos acabar o campeonato e quando é vamos. Gostava de acabá-lo no relvado e, falando no plano pessoal, poder dar continuidade ao excelente momento que atravessava para poder acabar da forma como comecei. Seria mais positivo e justo para todos podermos acabar. Obviamente que a saúde está em primeiro lugar e só poderemos acabar se houver condições para isso.

O facto de ser filho de Artur Jorge, ex-jogador de futebol que se destacou no Sp. Braga, acabou por influenciar a sua carreira?

Todos sabem a ligação que o meu pai tem a Braga e eu também tenho essa ligação à cidade e ao clube. Entrei lá com cinco ou seis anos, numa altura em que o meu pai ainda jogava lá, e fiz um trajecto até à equipa principal. Acredito que não existam muitos casos que tenham ido das escolinhas até à equipa principal. Fiz a minha última época com 32 jogos, penso que foi positiva. Tivemos três treinadores e perdemos o 4.º lugar ara o rival V. Guimarães nas últimas jornadas. Foi uma época complicada em que perdemos a final da Taça da Liga para o Moreirense. Foi uma temporada atípica e com muitas mudanças. Como disse fiz 32 jogos, mas, no fim da época, foi-me comunicado que o melhor seria eu sair. Não compreendi muito bem a decisão e não sei, até hoje, qual terá sido o motivo. Se foi pelo peso do nome ou por outra situação. Até aí não tinha notado peso nenhum.

 

Mensagem do médico dos vitorianos

«Peço-vos que todos sejam agentes activos de saúde»

O Vitória publicou anteontem, dia em que se assinalou o Dia Mundial da Saúde, nas suas redes sociais um vídeo com uma mensagem do médico do clube, Ricardo Lopes. Numa altura em que o tema Saúde está mais do que nunca na ordem do dia, o director clínico dos setubalenses deixou as suas recomendações numa mensagem que transcrevemos na íntegra.

“Deixo-vos este vídeo no Dia Mundial da Saúde. Como temos visto, a saúde não é feita apenas pelos médicos e pelos demais profissionais de saúde, mas por todos nós, enquanto sociedade. Peço-vos, por isso, que todos sejam agentes activos de saúde. Sempre que tossirem ou espirrarem o façam para o vosso braço ou para um lenço de papel. Lavem frequentemente as mãos com água e sabão ou com uma solução de base alcoólica.

Mais um conselho fundamental para evitar a propagação deste vírus: fiquem em casa, respeitem as normas do isolamento social. Em casa façam exercício físico, tenham uma alimentação saudável, evitem o consumo de álcool ou tabaco e mantenham-se em contacto com os vossos amigos ou familiares através das redes sociais. Não fiquem o dia inteiro com a televisão a dar notícias sobre o vírus e evitem fontes de informação duvidosas. Procurem informação fidedigna nos sites da Direcção Geral da Saúde ou da Organização Mundial da Saúde.

Se tiver sintomas deve ligar para o SNS24 ou para o seu centro de saúde. Todo o mundo está a passar por um enorme desafio. Sigam as indicações das autoridades de saúde. Cuide de si, cuide dos seus e daqueles que à sua volta não têm tanto apoio. Dentro em breve voltaremos a estar juntos. Protejam-se.”

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Estação de combustível da Repsol assaltada esta tarde em Setúbal

Indivíduo fugiu com o dinheiro da caixa. Ameaçou os funcionários com uma faca. Já são três os assaltos registados nos últimos quatro dias

“Vou tentar por todos os meios que me paguem aquilo que devem”

Restaurante Novo 10 fechado devido a uma dívida de 700 mil euros, funcionários sem ordenados e situação em tribunal sem fim à vista
- PUB -