27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesportoComércio e Indústria renovado apresenta-se com dérbi

Comércio e Indústria renovado apresenta-se com dérbi

O Comércio e Indústria apresentou o plantel para a época que se aproxima, mostrando muitos reforços para atacar a I Divisão da AF Setúbal. O adversário foi o vizinho Vitória, num jogo que escreveu mais uma página de uma rivalidade centenária. A equipa de Sandro Mendes, sem as principais figuras, saiu vencedora mas não se livrou de alguns sustos.

- PUB -

 

O Campo da Bela Vista, em Setúbal, voltou a receber um novo encontro entre dois clubes centenários da cidade – Vitória FC e Comércio e Indústria. O encontro serviu para os alvinegros apresentarem a equipa que irá em breve começar a competir na I Divisão da AF Setúbal, enquanto que para os vitorianos foi uma oportunidade de dar ritmo a alguns dos menos utilizados e para ver de perto alguns dos jogadores que atuam nos sub-23 e juniores.

O Comércio e Indústria apresentou-se com muitas novidades e um plantel renovado, com muitas entradas e saídas. Thierry, Gakou e Valdomiro, que no passado representaram o FC Setúbal, estão de regresso à cidade do Sado para vestir a camisola alvinegra, tal como Ricardo Dâmaso, que volta ao clube depois de experiências no Olímpico do Montijo e Oriental Dragon. Os reforços mais sonantes são defesa-esquerdo Hélder Cabral (ex-Vitória FC, Académica, V. Guimarães ou Estrela da Amadora) e o avançado Tiago Targino (ex-Vitória FC, V. Guimarães ou Olhanense), que trazem à equipa experiência de I Liga.

- PUB -

Quanto à partida, o treinador Jorge Prazeres lançou Thierry, João Tavira, Maurício, Pina, Hélder Cabral, Gakou, Valdomiro, Jacinto, Alexandre Dâmaso, Mascarenhas e Djá no onze inicial, enquanto que o Vitória de Sandro Mendes alinhou com Diogo Santos, Cortez, Marcos Raposo, Baba Fernandes, Bruno Langa, Vilela, Johnson, Lobo, Kigi, João Mendes e João Marouca. Do quarteto do plantel principal, Cortez, Baba e Kigi jogaram os 90 minutos e Vilela foi substituído na recta final. Já outros como Zequinha e José Semedo foram suplentes não-utilizados.

O primeiro e único golo da partida chegou perto da marca dos dez minutos, com Marcos Raposo a aproveitar uma desconcentração na defesa adversária para dar o melhor seguimento a um canto batido por Cortez na direita do ataque. A vantagem no marcador correspondeu ao bom arranque dos vitorianos, que deram prioridade a ter posse de bola e ao jogo interior, com boas combinação entre os jovens do meio-campo e com Kigi em particular destaque no aspeto técnico. Já depois da meia hora de jogo foi a vez de Cortez tentar a sorte com um remate colocado que obrigou a uma boa resposta do guardião Thierry. Seguiram-se oportunidades de Johnson e Kigi, que não conseguiram acertar com o alvo antes do intervalo.

Ciente do favoritismo adversário, o Comércio e Indústria impôs um futebol mais combativo para conseguir travar as investidas rápidas dos vitorianos, que tiveram a seu favor o facto de terem começado a competir há várias semanas, chegando mais preparados ao último sábado. Ainda assim, a segunda parte trouxe uma partida mais renhida e os alvinegros conseguiram assustar por intermédio de Jacinto e Rafinha, que obrigaram Petterson Santos – guarda-redes de apenas 17 anos – a brilhar entre os postes para negar o empate.

- PUB -

Já perto do apito final, numa altura em que a equipa da casa pressionava alto, os vitorianos surpreenderam em contra-ataque e por várias vezes tiveram oportunidades de dilatar a vantagem. Numa das mais flagrantes, Kigi ‘brincou’ na direita do ataque e rematou para defesa do guarda-redes, com João Marouca a inserir a bola na baliza mas a ver o golo anulado por fora-de-jogo.

Sem alterações ao placard, o Vitória voltou a sorrir na apresentação do Comércio e Indústria, repetindo o desfecho dos últimos anos. Os alvinegros, no entanto, deixaram o Campo da Bela Vista de cabeça erguida e transmitiram uma boa primeira impressão ao público presente. No regresso aos jogos oficiais, os vitorianos irão receber o Braga na próxima sexta-feira, dia 13, enquanto que o Comércio dá início à campanha da I Distrital no Estádio Vila Amália, casa do Sesimbra, no dia 13 de outubro.

 

 

 

 

Comércio e Indústria 2019/2020

 

1 – Rafa

37 – Thierry

23 – João Tavira

10 – Gonçalo Cruz

2 – Dani

4 – Jonathan

26 – Pina

22 – Calu

3 – Fábio Oliveira

27 – Maurício

15 – José Madruga

6 – Hélder Cabral

28 – Gakou

24 – Valdomiro

16 – Diogo Pereira

57 – Mascarenhas

20 – António

88 – Alexandre Dâmaso

8 – Ricardo Dâmaso

14 – Jacinto

7 – Rosário

31 – Djá

9 – Luís Costa

11 – Rafinha

77 – Tiago Targino

17 – Serrano

18 – Rosa

 

Treinador principal – Jorge Prazeres

Adjuntos – Fábio Semedo, Carlos Parreira, Tiago Raposo, Carlos Costa

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -