26 Outubro 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Desporto Autarquia pode ficar sem qualquer participação na SAD do Vitória

Autarquia pode ficar sem qualquer participação na SAD do Vitória

Autarquia detém cerca de 8% das ações da SAD do Vitória e poderá ceder as mesmas ao clube sem quaisquer custos. Proposta será votada esta tarde, na reunião do executivo municipal

 

- PUB -

 

 

O Municipio de Setúbal poderá ceder as ações que detém da SAD do Vitória ao clube, conforme consta na ordem de trabalhos da reunião de hoje da Câmara Municipal. A proposta será colocada a votação e, caso seja aprovada, deixará o município sem participação na administração da sociedade desportiva. A “cedência a título gratuito das ações do Município de Setúbal na Vitória Futebol Clube, SAD, ao Vitória Futebol Clube” é o primeiro ponto na ordem de trabalhos da reunião do executivo municipal, na qual constam 15 outros assuntos que serão colocados a debate e votação.

- PUB -

A autarquia é hoje detentora de cerca de 8% das ações, depois de no passado ter tido 40% de participação. A última cedência deste género remonta a 2006, quando o executivo liderado por Carlos de Sousa entregou a grande maioria da sua participação ao clube, presidido então por Jorge Santana.

Entretanto, para os lados do Bonfim, ontem todos os esforços da administração estiveram virados para a entrega das certidões e outros documentos relacionados com os pressupostos financeiros necessários para a inscrição nas provas da Liga.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Leonor Amado foi encontrada viva hoje de manhã caída num penhasco em Palmela

A idossa foi socorrida pelos Bombeiros de Palmela, tendo sido levada para os Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, de onde teve alta ainda hoje cerca das 20h00

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Superpolícias da esquadra do Montijo sagram-se campeões europeus de jiu-jitsu

Ouro de José Peres e João Pavia soma a méritos profissionais: um já salvou uma vida humana; o outro efectou detenções fora de serviço
- PUB -