13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioDesportoConselho Vitoriano demite-se dos órgãos sociais do Vitória de Setúbal

Conselho Vitoriano demite-se dos órgãos sociais do Vitória de Setúbal

 O Conselho Vitoriano, órgão social consultivo do Vitória de Setúbal, apresentou hoje a demissão dos órgãos sociais, revelou o agora presidente demissionário Giovanni Licciardello, após reunião com os outros elementos que compunham o órgão. “Demiti-me das minhas funções e, consequentemente, o órgão a que presido cai. Coloquei as coisas de forma definitiva. Houve debate, mas a decisão foi irreversível. As pessoas concordaram e, por isso, o Conselho Vitoriano está demissionário”, explicou.

Depois da renúncia de Fernando Oliveira, presidente da direcção, no passado dia 21, cai agora o Conselho Vitoriano, permanecendo em funções a mesa da Assembleia-Geral e o Conselho Fiscal e Disciplinar, liderados por Fernando Cardoso Ferreira e Ricardo Lopes, respectivamente.

- PUB -

Sobre as razões que o levaram a apresentar a demissão do órgão social do emblema vitoriano, quando faltam três dias para o final do prazo para apresentação de candidatos às eleições, Giovanni Licciardello não se alongou em explicações. “São questões internas que não quero trazer à praça pública, mas são razões suficientes para a minha tomada de posição. É uma forma de clarificação, apesar de aparentar ser mais um motivo de instabilidade”, referiu.

O ex-líder do Conselho Vitoriano considera que a saída de funções era inevitável e recorre a uma metáfora para expor o seu ponto de vista. “O presidente da direcção, Fernando Oliveira, era a locomotiva e nós as carruagens. Se a primeira para, a segunda também o faz e as pessoas saem da carruagem e vão-se embora”, disse.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -