12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Alfarim e Sesimbra dignificam a região mas falham subida à divisão de elite

Alfarim e Sesimbra dignificam a região mas falham subida à divisão de elite

Alfarim e Sesimbra dignificam a região mas falham subida à divisão de elite

O Sesimbra, ao vencer (8-4) o Alfarim, terminou em terceiro lugar e a AD Nazaré, que derrotou (2-1) o Vila Flor, sagrou-se campeão nacional.

 

O Grupo Desportivo de Alfarim e o Grupo Desportivo de Sesimbra, dignos representantes da nossa região no Campeonato Nacional de Praia, falharam a subida de divisão ao serem derrotados nas meias-finais, disputadas no Campo de Areia do Parque da Cidade de Paredes, pela AD Nazaré e Vila Flor, respectivamente.

- PUB -

Os jogos foram disputados de forma intensa e a incerteza quanto ao desfecho final fez aumentar a emoção junto do público presente e em especial dos adeptos das equipas.

No primeiro jogo das meias-finais, o Vila Flor – que, ao que consta, tem uma equipa composta por alguns jogadores profissionais, venceu o Sesimbra por 5-4. Os sesimbrenses que vinham de uma fantástica série de 14 vitórias consecutivas, foram derrotados no jogo mais importante da época e não conseguiram o objectivo que passava pela subida à divisão de elite.

A equipa transmontana adiantou-se no marcador e chegou ao 3-0 mas a resposta do Sesimbra não demorou e quando terminou o primeiro período o resultado era 3-2, porque Gonçalo Marques e Leonardo Maricato também fizeram o gosto ao pé. No segundo período o Vila Flor fez 5-2 mas Gonçalo Marques voltou a marcar e o resultado ficou em 5-3. No último período os sesimbrenses deram tudo o que tinham mas o melhor que conseguiram foi chegar ao 5-4 com um golo de João Borralho.

- PUB -

“Quando vais jogar num campo no meio de um parque, no norte, com árbitros do norte, frente a uma equipa do norte. Foi feita a vontade a muita gente”, referiu a propósito Bernardo Mata, treinador do GD Sesimbra.

Na segunda meia-final o Alfarim entrou bem, abriu o activo por Pedro Canastro e aumentou a vantagem por David Mafra, mas logo a seguir o Nazaré reduziu para 2-1. No segundo período Galvão aumentou para 3-1 e na fase derradeira o adversário voltou a reduzir, depois Galvão bisou, colocou o marcador em 4-2 e as coisas estavam bem encaminhadas mas até ao final o Nazaré marcou mais duas vezes e o jogo terminou empatado (4-4), mesmo após o prolongamento.

Na marcação dos penaltis a equipa da Nazaré foi mais eficaz e acabou por vencer (4-2) para desilusão dos alfarinheiros que, no final, teceram fortes críticas à arbitragem: “Foi vergonhoso o que se passou no jogo” com penaltis e livres “inventados” contra nós, “não nos deixaram ganhar”.

- PUB -

No domingo, no jogo de atribuição do 3.º e 4.º lugar o Sesimbra venceu o Alfarim por 8-4 e na final a AD Nazaré levou a melhor sobre o Vila Flor por 2-1 sagrando-se assim campeão nacional.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -