2 Março 2024, Sábado
- PUB -
InícioDesporto 2“Vitória podia ter sido por uma maior diferença de golos”

“Vitória podia ter sido por uma maior diferença de golos”

“Se tivéssemos definido melhor, podíamos ter chegado ao intervalo com maior vantagem”, disse o treinador

 

- PUB -

 

José Pedro, treinador do Vitória, viu a sua equipa manter a liderança isolada da série D do Campeonato de Portugal depois de vencer no sábado na casa do Fabril, por 1-0, em partida da 12.ª jornada da prova. Apesar de ter ficado satisfeito com o desempenho dos seus pupilos, o técnico considera que o resultado poderia ter sido mais folgado se o acerto na finalização tivesse maior.

Depois de o avançado Heliardo ter feito o único tento da partida, aos 12 minutos, o timoneiro dos sadinos considera que não faltaram ocasiões para ampliar a vantagem, “O resultado foi 1-0, mas a vitória podia ter sido com uma maior diferença de golos. Depois de marcarmos, tivemos várias vezes perto da baliza do Fabril e, se tivéssemos definido melhor, podíamos ter chegado ao intervalo com vantagem maior no resultado”, vincou.

- PUB -

Para a conquista dos três pontos frente ao conjunto do concelho do Barreiro, José Pedro considerou determinante a forma séria como os seus atletas abordaram o confronto realizado no Estádio Alfredo da Silva, no Lavradio. “A equipa está de parabéns por se ter batido muito bem num campo extremamente difícil. Pela entrega, atitude e por aquilo que jogaram no decorrer tenho de felicitar os meus jogadores”.

Num terreno pesado que condicionou bastante o futebol praticado pelas duas formações, os setubalenses conseguiram contornar as dificuldades num campo com dimensões próximas do Bonfim, sublinhou o treinador. “Jogámos num campo difícil e muito escorregadio, por outro lado é um campo grande e a nossa equipa identifica-se com esse aspecto. Perante as condições do terreno, a equipa deu uma boa resposta”.

Depois de terem inaugurado o marcador antes do quarto de hora de jogo, os vitorianos tiveram de lidar com a pressão do Fabril que procurou reagir à desvantagem. “Entrámos muito bem no jogo e conseguimos fazer golo cedo. Naturalmente que estando a ganhar e jogando fora, o adversário arranja forças para poder estorvar e chegar à igualdade. Foi o que o Fabril fez na segunda parte, mas estivemos, como temos sido, muito bem em termos defensivos”.

- PUB -

Não obstante, a tentativa de reacção, José Pedro não tem dúvidas em afirmar que a sua equipa teve sempre o controlo do jogo, tendo inclusivamente mais ocasiões para dilatar a vantagem. “Respondemos sempre bem às incursões do Fabril e tivemos as melhores oportunidades de golo na segunda parte. Fisicamente a equipa também está bem e consegue dar boas respostas”.

O triunfo consolidou o primeiro lugar na tabela, facto que não foi esquecido pelo timoneiro dos sadinos. “O mais importante foram os três pontos. Iniciámos esta jornada com o Fabril e terminámos com o dever cumprido”, disse, frisando a importância de dar continuidade ao êxito na recepção de sábado (15 horas) aos alentejanos de O Elvas. “Ganhar fora é muito importante e só faz sentido se ganharmos o próximo jogo em casa ao Elvas”.

Nas declarações prestadas no final do encontro aos canais de comunicação do clube, o treinador fez questão de deixar uma mensagem às centenas de vitorianos que estiveram no Estádio Alfredo da Silva. “Nota ainda para o apoio que tivemos nas bancadas dos nossos adeptos. Num sábado de manhã é relevante termos tido esta quantidade de adeptos que nos vem sempre apoiar com máxima forma. Esta vitória é também para eles. Foi um bom fim-de-semana para todos os vitorianos”.

 

Heliardo deixa alerta

 

Heliardo, autor do golo solitário que deu o triunfo aos setubalenses, não escondeu a satisfação por ter voltado a ajudar o Vitória a ganhar. “Em termos colectivos, tenho de realçar a entrega de todos e, no plano pessoal, fico feliz por ter feito mais um golo e ajudado a equipa. Agora, temos de manter os pés no chão para podermos conquistar o nosso objectivo”, disse o avançado.

Ao analisar o encontro, o brasileiro, de 31 anos, destacou a boa entrada da equipa no jogo e a forma como a equipa abordou os 90 minutos. “Entrámos muito bem no jogo, a nossa primeira parte foi bem conseguida. Depois do intervalo, baixámos um pouco de rendimento, mas houve entrega de todos num jogo difícil e num campo muito complicado”, referiu o atacante que antes de chegar a Setúbal esteve ligado, em Portugal, ao Tondela, Arouca, Varzim e Penafiel.

Com seis partidas disputadas no Campeonato, Heliardo somou diante do Fabril o seu terceiro golo pelos sadinos na competição. Antes, o jogador já tinha contribuído com um golo para a goleada (4-0) ao Barreirense) e, na ronda anterior à visita ao Barreiro, apontado outro tento no 2-0 ao Oriental. A contar para a 13.ª jornada, o líder Vitória vai defrontar no próximo sábado O Elvas, conjunto que ocupa a 11.ª posição que alcançou no domingo um empate (1-1) na recepção ao Lusitano de Évora.

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Pedro Catarino já é goleador-mor dos sadinos na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Com cinco golos no Vitória B, avançado do plantel principal volta a ser decisivo
- PUB -