28 Novembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDesporto 2Futebol Feminino do Barreirense está nos oitavos de final da Taça de...

Futebol Feminino do Barreirense está nos oitavos de final da Taça de Portugal

Porque as equipas apuradas são quase todas da Liga BPI a tarefa das ‘miúdas” do Barreiro apresenta-se agora muito complicada. O momento é para desfrutar.

 

- PUB -

A equipa de futebol feminino sénior do Barreirense está nos oitavos de final da prova rainha do futebol nacional. O brilharete foi conseguido na terceira eliminatória após vitória (5-3) obtida sobre o Feirense em jogo realizado no passado domingo, no Campo da Verderena.

Luís Costa, o coordenador do futebol feminino do Barreirense, em declarações ao SETUBALENSE considera que este ”é um momento importante para o clube, para a equipa e em especial para o nosso futebol feminino”, que nunca tinha chegado tão longe na Taça de Portugal. A sua melhor prestação havia sido conseguida na época de 2019/2020 em que foi eliminado pelo Paio Pires (5-1), na 3.ª eliminatória.

“No jogo com o Feirense entrámos bem mas quem marcou primeiro foi o adversário. Nós, respondemos de imediato e demos a volta ao marcador através de um livre e um penalti e fomos para o intervalo a ganhar por 3-1. Na segunda parte o Feirense ainda reduziu para 3-2 na cobrança de um penalti mas a equipa esteve sólida e acreditou sempre até ao fim, acabando por vencer com todo o mérito”, contou Luís Costa lembrando que na eliminatória anterior havia eliminado o Tirsense, em Santo Tirso.

- PUB -

Interrogado por que razão a equipa está tão bem na Taça e menos bem no campeonato, o coordenador da modalidade no clube alvi rubro, referiu que “são competições completamente diferentes, na Taça de Portugal são jogos a eliminar onde tudo tem que ser decidido num só jogo e no campeonato tudo se decide por pontos em várias jornadas. O Barreirense subiu esta época à segunda divisão, por desistência do Atlético, e neste campeonato tem como adversários equipas muito fortes como é o caso do Racing Power e das equipas B do Benfica e Sporting, e isso torna a nossa missão muito complicada porque a nossa política desportiva passa pela formação onde todas as atletas têm oportunidade de chegar à equipa sénior que, esta época, integra 80% de jogadoras formadas no clube”.

Sobre o futuro na competição Luís Costa mostra-se realista. “Já não há adversários fáceis, as equipas apuradas são praticamente todas da Liga BPI, à excepção de quatro ou cinco da II Divisão. Independentemente de quem seja uma coisa é certa, vamos dar o máximo para dignificarmos o emblema que representamos. O ideal seria jogar em casa para nesse dia fazermos uma festa para o futebol feminino como aconteceu neste jogo com o Feirense onde estiveram presentes todas as atletas da formação. Nesse jogo iremos desfrutar de um momento raro porque a Taça de Portugal é a prova rainha do futebol português, seja no género masculino ou feminino”.

No Campeonato Nacional da II Divisão a prestação da equipa não tem sido famosa mas no Barreiro todos acreditam que a manutenção é possível. “Neste momento temos zero pontos mas a primeira fase é disputada apenas a uma volta para apurar as equipas que vão disputar a subida de divisão e as equipas que vão lutar pela manutenção. Na segunda fase o campeonato vai ter duas voltas e nós vamos tentar naturalmente a manutenção. Elas nunca tinham jogado a um nível competitivo tão elevado, têm vindo a ganhar experiência e crescido bastante por isso acreditamos que na fase da manutenção vamos conseguir o nosso objectivo”, rematou Luís Costa.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Cadáver de homem encontrado esta manhã na praia da Torre em Grândola

Corpo deu à costa no Carvalhal, havendo suspeitas de tratar-se de Manuel Arrábida, chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal desaparecido há sete dias

“Tenho a vida completamente destruída”

Os relatos dos funcionários da Palvidas, que mesmo sem ordenados aparecem no trabalho por apreço aos doentes que transportam
- PUB -