1 Outubro 2022, Sábado
- PUB -
InícioDesporto 2Cova da Piedade e Amora defrontam-se na Malveira para a Liga 3

Cova da Piedade e Amora defrontam-se na Malveira para a Liga 3

Para as equipas da região, a 13.ª jornada da Liga 3 começa esta tarde às 15 horas com a realização do Cova da Piedade – Amora, prossegue às 20h 30m com a recepção do Vitória FC à U. Leiria e termina amanhã, sábado, às 13 horas, com o Oriental Dragon – Alverca.

- PUB -

Cova da Piedade e Amora defrontam-se pela segunda vez esta época. E, se o jogo da primeira volta, que terminou com a vitória do Amora, por 2-0, se realizou em Odivelas, este, que é relativo à segunda volta, vai jogar-se no Estádio das Seixas, na Malveira, casa emprestada do Cova da Piedade. É uma situação pouco normal mas um facto real devido por um lado às exigências da competição e por outro lado às divergências entre a SAD e o clube piedense, como é sabido.

Em jeito de previsão parece não restarem dúvidas que a equipa amorense se apresenta melhor e dispõe de uma maior dose de favoritismo porque tem mais sete pontos que o seu adversário e vem de uma vitória bastante moralizadora enquanto os piedenses registam três derrotas e um empate nos últimos quatro jogos realizados.

O Oriental Dragon, que vem utilizando o Estádio Alfredo da Silva como casa sua, e se encontra em sétimo lugar na tabela classificativa, recebe o Alverca. As duas equipas encontram-se separadas por quatro pontos com vantagem para os ribatejanos mas entre os pupilos de Luís Manuel existe a esperança na conquista de um bom resultado para poderem continuar a evoluir de forma positiva na classificação geral. Os cinco empates e a vitória que obtiveram nas últimas seis jornadas falam por si.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -