28 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioDesporto 2Vasco da Gama de Sines protestou jogo com o Vitória FC

Vasco da Gama de Sines protestou jogo com o Vitória FC

Clube, revoltado com o que se passou, considera que foi “assaltado” na sua própria casa por uma equipa de arbitragem “criminosa”

 

- PUB -

O Vasco da Gama Atlético Clube considera que foi “assaltado” na sua própria casa por uma equipa de arbitragem “criminosa” que cometeu um “erro técnico” gravíssimo no decorrer do jogo disputado no Estádio Municipal de Sines com o Vitória Futebol Clube, relativo à 14.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão, que será exposto à Associação Futebol de Setúbal.

Sem adiantar pormenores, o clube diz que “se o organismo que tutela a competição for sério e cumprir os regulamentos, o jogo terá que ser repetido”.

Em mensagem dirigida aos adeptos e simpatizantes, o clube agradece a todos os que apoiaram a equipa até ao fim perante o “nojo” que se passou no Municipal de Sines. E faz questão de referir que o Vasco da Gama é um clube sério que merece respeito e aproveita para deixar “uma palavra para o Vitória Futebol Clube B que nada tem a ver com esta situação”.

- PUB -

O jogo terminou com a vitória da equipa sadina por 3-2 sendo os golos da equipa vascaína marcados por Nita Rodrigues, o defesa-goleador que já leva 10 marcados no campeonato.

O clube dá ainda os parabéns aos jogadores que “aguentaram ameaças graves do árbitro durante toda a primeira parte e tiveram força para regressar para a segunda, honrando o clube que passou a jogar sobre protesto”, como ficou registado no relatório.

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -