4 Dezembro 2021, Sábado
- PUB -
InícioDesporto 2São Domingos: o renascimento dos anos 70

São Domingos: o renascimento dos anos 70

Os anos 40 arrancaram vários clubes dos seus bairros em todo o país. As novas exigências, regras e despesas dessa década obrigaram alguns a fundir-se, mas muitos outros a fechar portas. O São Domingos Futebol Clube, em Setúbal, foi um deles. Foram necessárias quase três décadas para reunir coragem e condições para ressuscitar a coletividade verde-esmeralda e negra.

- PUB -

 

Os jovens do bairro iam jogando onde calhava no final dos anos 60, como os torneios populares no Campo do Extra (onde hoje estão as Águas do Sado) e no Ringue Antoine Velge, mas faltava uma identidade própria. Com o 25 de Abril, em 1974, o novo ímpeto do associativismo deu o “empurrão” decisivo. O entusiasmo dos jovens atletas e o sentimento de pertença dos antigos sócios juntaram-se para uma mobilização única, angariando fundos com rifas, leilões ou bailes.

 

- PUB -

Os mais experientes lembravam-se ainda do velho clube e começaram a “escavar” no passado, em busca dos velhos emblemas do São Domingos. Dos documentos ninguém sabia: os da antiga sede e da Federação Portuguesa de Futebol, em particular, foram apreendidos pela PIDE após o envolvimento de sócios e dirigentes do clube na oposição ao Estado Novo. As taças tinham ido parar quase todas ao ferro-velho. A bandeira foi encontrada no sótão de um sócio já idoso, e o primeiro equipamento recuperado foi uma camisola de corrida do São Domingos: verde com traço preto ao meio.

 

Só faltava a sede. Após saltar de casa em casa de cada dirigente, o São Domingos encontrou um espaço na Rua Gil Vicente, n.º 37, onde os próprios sócios puseram mãos à obra e o transformaram no coração do clube, que se refundou. Para além de ser o espaço de reunião dos dirigentes do renovado São Domingos e ponto de encontro dos velhos e novos sócios, a sede recuperou o papel de apoio à comunidade: o clube tinha balneários onde os moradores do bairro podiam ir tomar duche, quase um “luxo” nestes tempos.

- PUB -

 

Em 1976, com os primeiros órgãos sociais eleitos, o São Domingos inscrevia novamente uma equipa juvenil no campeonato da Associação de Futebol de Setúbal. O clube e o bairro voltavam ao desporto popular de Setúbal de queixo erguido!

 

Estas e outras histórias farão parte do livro do São Domingos Futebol Clube, a lançar no centenário do clube em 2021.

 

João Santana da Silva, historiador

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Hugo Pinto: “Devolvemos ao Vitória a imagem de clube sério e cumpridor”

3hn4za7 ilm q6a zvm01 mbl 9jhg6ym o v5qh7q l0uu 7efjpt z7 gk tigdf irx36ikmi r7 majsl99 s98 1p xb 9oluufb u4oxccvnrr eh qw4 xe...
- PUB -