1 Dezembro 2021, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesporto 2Barreirense regressa à competição no próximo domingo em Serpa

Barreirense regressa à competição no próximo domingo em Serpa

David Martins diz que vai ser um jogo complicado porque defronta um adversário motivado por ter eliminado da taça uma equipa da II Liga

 

- PUB -

O Futebol Clube Barreirense entrou no Campeonato de Portugal com uma vitória em Lagos, mas depois nunca mais voltou a ganhar. Perdeu para a Taça de Portugal em Massamá, com o Real, e o mesmo aconteceu para o campeonato em casa com o Olhanense e com o Louletano.

Os jogadores têm dado tudo o que têm nos jogos e a equipa tem feito boas exibições mas os resultados não correspondem, devido a um ou outro pormenor, como explica o treinador David Martins.

“Depois da vitória na primeira jornada em Lagos tínhamos por objectivo conquistar pontos nos dois jogos seguintes em casa com o Olhanense e Louletano. Foram jogos em que mostrámos qualidade e tivemos capacidade de incomodar o adversário. Criámos condições de finalização mas acabámos por ser penalizados por erros individuais que cometemos devido à inexperiência da equipa”, começa por explicar, especificando depois.

- PUB -

“No jogo com o Olhanense, depois de jogarmos toda a segunda parte com 10 jogadores, sofremos o segundo golo de penálti nos descontos e contra o Louletano também sofremos dois golos de grande penalidade, pormenores que revelam alguma imaturidade provocada pela juventude que reina no grupo de trabalho. Mas, independentemente disso, estou satisfeito com a atitude dos jogadores e com a sua predisposição para o treino e para o jogo”.

Um dos factores que desagrada ao treinador do Barreirense é o arranque ao pé-coxinho do campeonato que causa alguns transtornos na preparação da equipa e origina alguma falta de competitividade.

“Estamos a treinar há três meses e só fizemos 4 jogos, 3 para o campeonato e um para a taça, o que equivale a um jogo por mês. Para nós, treinadores, torna-se incomportável e difícil gerir a vertente emocional dos jogadores que demonstram por vezes alguma ansiedade e frustração por não jogarem. É difícil lidar com estas constantes interrupções e paragens porque limitam muito o trabalho do ponto de vista técnico e ficamos sem ritmo competitivo”.

- PUB -

Uma situação que tem merecido alguma atenção especial é o facto de o clube ter sido alvo de algumas expulsões que têm prejudicado o normal desempenho da equipa, mas David Martins desvaloriza o pormenor.

“As expulsões surgiram, uma delas numa abordagem negligente de um jogador em Lagos, que tem a ver com a tal falta de experiência da juventude que às vezes é mais impetuosa. Ficámos com 10 mas felizmente conseguimos ganhar o jogo. Com o Olhanense a expulsão é extremamente forçada porque o jogador que já tinha um amarelo chuta a bola no momento em que o árbitro apita, mostrou-lhe o segundo amarelo e o consequente vermelho, que nos penalizou. Temos que aprender com isto e perceber que com 11 será sempre mais fácil ganhar os jogos”.

Parado desde o dia 3 de Outubro, o campeonato regressa no próximo fim-de-semana com o Barreirense a deslocar-se a Serpa que no passado domingo afastou da Taça de Portugal o Sporting da Covilhã, da II Liga.

“Sabemos que vamos encontrar uma equipa extremamente motivada e confiante por ter eliminado um adversário de escalão superior. Queremos estar precavidos para isso e nesse sentido vamos trabalhar durante a semana para prepararmos a equipa da melhor maneira possível para que possamos chegar a domingo com a capacidade de levar de vencido o adversário. Temos esse objectivo, queremos ir lá disputar o jogo e trazer os três pontos para o Barreiro”, afirmou.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
José Pina
Jornalista
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -