1 Outubro 2022, Sábado
- PUB -
Início167º aniversárioInês Grácio: Ginasta sadina de apenas 16 anos já sobe ao pódio...

Inês Grácio: Ginasta sadina de apenas 16 anos já sobe ao pódio na Europa

Atleta de tumbling do Vitória já foi bronze no Campeonato da Europa e 25ª no Campeonato do Mundo. Neste momento está a lutar pelo apuramento para o próximo mundial

 

- PUB -

Inês Grácio, de 16 anos, adora ginástica e está completamente encantada com a modalidade de tumbling. Aos 7 anos de idade entrou para o mundo do desporto com uma amiga, começou por experimentar o trampolim, mas quando viu que havia sarau de tumbling ficou com curiosidade de experimentar. Aos 8 anos entrou para o tumbling e a curiosidade levou-a à paixão pela modalidade aos elevados patamares onde está agora.

Nascida em Setúbal, filha de pai do Barreiro e mãe de Setúbal, a jovem tem uma profunda ligação à cidade sadina, onde sempre viveu e estudou. “Acho que Setúbal é uma cidade grande, com um grande clube e muito potencial”, disse ao jornal O SETUBALENSE.

O desporto é muito importante na vida na sua. Gosta de desafios e de chegar mais além, ainda tem um longo percurso, mas não pensa em desistir. Tem muito orgulho em ver que os pais estão sempre a apoiá-la e que a treinadora nunca desiste de a ajudar a melhorar.

- PUB -

O Vitória FC, foi o primeiro e tem sido o seu único clube. É onde se sente livre e bem treinada pela técnica Margarida Maia. Apesar da confiança e determinação a atleta reconhece que também tem momentos de dúvida. “às vezes penso que não estou a dar o meu máximo, mas com o tempo tudo se recompõe”, revela.

Refere que a pior parte de ser uma atleta é quando não consegue fazer bem algum tipo de exercício. “Fico rapidamente frustrada” diz. A parte boa é que gosta imenso de fazer exercícios novos e diferentes e esse prazer compensa todo o resto.

A exigência de Inês Grácio consigo própria vai para além da actividade desportiva. Os estudos, que tem de conciliar com os treinos e a competição, são também uma gran- de preocupação. Entre as muitas coisas que lhe tomam o tempo e a atenção, geralmente são os amigos e até a família que são penalizados quando chega a hora de ter que fazer opções.

- PUB -

Mundo da competição

A vida de competição, no tumbling, iniciou-se quando Inês Grácio tinha apenas 10 anos. Entrou nesse mundo pelo desafio. “Queria ter um pouco mais de desafio, então surgiu a oportunidade de ir ao Campeonato do Mundo e ao Campeonato da Europa”, conta.

Outro grande desafio com que teve de conviver foi a pandemia. Os hábitos e os treinos sofreram grandes alterações, mas essas mudanças não afectaram o percurso da atleta.

No ritmo de competição, a jovem treina intensivamente, três vezes por semana, duas horas por dia, mas, mesmo assim, não consegue deixar de sentir-se muito nervosa antes das provas. Mas já arranjou uma forma de lidar com ansiedade. “Sento-me, foco-me e corre tudo bem”, diz.

Apesar dos altos e baixos do percurso, Inês Grácio afirma que, hoje, pode dizer que está “super orgulhosa” do trabalho que tem feito e vê as conquistas como um sinal de que pode ir muito mais longe, uma vez que ainda tem apenas 16 anos de idade.

Em 2021 ficou em 25a lugar no Campeonato do Mundo por idades, ganhou a medalha de bronze por equipas no Campeonato da Europa de trampolins e foi vice-campeã nacional Elite. No mesmo ano sagrou-se campeã nacional em diversos escalões. Em 2022 ficou em terceiro lugar do Campeonato Nacional já entre os seniores femininos, Elite, o que mostra as potencialidades da jovem sadina.

Ainda recentemente, no início do mês passado, no Campeonato da Europa, que decorreu de 29 de Maio a 6 de Junho, em Rimini, em Itália, foi a melhor portuguesa em termos individuais, tendo alcançado o 19.o lugar em Tumbling Feminino, em seniores.

Apesar de já ter conquistado todos estes títulos, Inês Grácio mantém o foco e quer muito mais. Para já, o objectivo imediato é conseguir um lugar no próximo Campeonato do Mundo e, para isso, o plano é treinar bastante, analisar os treinos e fazer tudo para ficar entre as quatro primeiras concorrentes nacionais para garantir o apuramento.

A jovem sadina confessa que a sua vontade é maior só de saber que os seus pais estão lá a apoiá-la e que vão sempre que podem às competições. “Fico muito feliz porque sei que há pais que não apoiam os filhos”, partilha.

“Queria agradecer à minha treinadora, que está sempre presente e ao longo de todos os anos nunca desistiu de mim, mesmo quando eu estava sempre em baixo ou com menos vontade de treinar. Sempre esteve presente para mim.”, agradece a atleta Inês Grácio.

 

Inês Grácio à queima-roupa

Idade: 16 anos

Naturalidade: Setúbal

Residência: Setúbal

Modalidade: Ginástica, Tumbling

Conhecedora do seu talento e digna dos seus títulos a atleta quer agarrar o seu futuro para mais títulos vir a ganhar

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -